sábado, 27 de junho de 2009


Árvores cinzas. Vento cortante. Condição térmica nada amena distorcem os caminhos da encruzilhada a serem escolhidos. O prato re-esquentado novamente esfria a espera de um glutão. Tudo o que vejo perdeu o sentido. Nada me refere ao móbido passado. Viver o presente sem valorizar os capítulos anteriores de nada adianta. E o futuro será lucro. Pois não tenho nenhum bem. Nada me pertence. Só resta reerguer-me. Como? Qual a minha motivação? Pessoas que tem tudo (ou quase tudo) não descobriram qual estrada percorrer. Por que eu saberia? Novamente, sozinho, passarei por este mundo sem marcar a vida de alguém. Pessimismo sim. É cômodo esperar pelo pior. Mas, e agora? O pior já chegou. O que vem depois? Consegui-lo-ei ainda sonhar? Aliás, sonhar pra quê?

Um comentário:

ninainwonderland disse...

qto pessimismo, dani! :(
mas enfim, sei que não é tanto pessimismo, e sim uma pitada de realismo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...